A morte surda caminha ao meu lado e eu não sei em quê esquina ela vai me beijar.

Desde que eu me entendo por gente eu penso na minha morte. Não, eu não penso em suicídio, não nós últimos anos pelo menos. Digamos que continuar viva é um ato de resistência.

Mas eu penso na minha morte diariamente. Eu tenho muito medo de ficar doente muito tempo , com as pessoas que me amam cansadas e rezando silenciosamente pra eu descansar e dar descanso pra eles.

Eu não quero essa humilhação final. Eu quero ir pá pum! Fui.

Eu espero que os deuses, qualquer um deles, sejam bons comigo. Eu não tenho uma religião fixa. Sou religião fluida. Existem milhões de deuses e eu não quero desagradar nenhum deles. Vai quê. Então eu canto ponto pra Pomba-gira, acendo velas pra Bastet e para o grande espaguete voador.

Não sei pra onde eu vou quando morrer queria ir pra Valhala, pra mim é o céu mais divertido, mas morrer em batalha tá cada dia mais difícil. Será que jogando god of War conta? Muitas questões.

Mas eu sendo eu certeza que vou acabar no Umbral. Sem lugar pra ir. Vi no Twitter outro dia uma moça falando que quer ser enterrada de tênis pra correr dos espíritos no Umbral, achei uma boa ideia. Vou aderir.

Eu acredito em espírito, alma penada e essas coisas. Acredito mesmo.

Porquê acreditar que morreu acabou não tem graça. Qual o sentido? Você vive uma vida certa, é bom e morre. Fim.

Você é um grande filho da puta a vida toda, comete toda sorte de crimes e morreu e acabou tbm. Tem que ter mais alguma coisa depois daqui. O quê vai ter só vamos saber do lado de lá.

Eu lembro de um episódio de Star Trek que (não lembro qual nave) o pessoal chega em um planeta que os nativos do planeta se preparava pra morrer esperando o reencontro num plano superior mas a verdade é que as cápsulas ficavam girando em torno do planeta e na verdade não existia o outro lado.

Pensa na frustração.

Eu, na minha morte(que eu espero que não seja logo, mas que também não demore muito) quero choro, quero barraco, gente se jogando e falando: ME LEVA COM VC!

Esse negócio de “ela não queria a gente triste” é mentira, eu quero gente triste sim.

E quero enterro do interior, quero meus tios tomando cachaça e falando mal da família que não veio, quero mortadela e pão de sal. E litros de café pra todo mundo ficar velando meu corpo de madrugada enquanto contam piadas e se lembrem como eu era boa pessoa(mentira eu nem sou, mas já que morri, vão falar isso)

No meu caixão quero a bandeira do flamengo. Eu sou pobre quero cafonice, mas por favor não ousem me colocar de vestido porquê eu volto e puxo o pé de vocês.

Quero meu all star, calça jeans e uma camiseta de banda. Pode ser qualquer uma da minha gaveta. Só não me vistam como se eu fosse uma boneca. Eu tô morta mas ainda tenho dignidade.

Depois que eu vi o filme “Viva a vida é uma festa” Eu avisei lá em casa que estão proibidos de sumir com as minhas fotos. Eu não quero ser esquecida. Inclusive recomendo esse filme demais. É com certeza uma das minhas animações favoritas.

E pra finalizar coloquem na minha Lápide

“Lasciate ogni speranza, voi ch’entrate”

2 comentários em “A morte surda caminha ao meu lado e eu não sei em quê esquina ela vai me beijar.

  1. Sempre pensei bastante sobre a minha morte, e essa música faz parte da minha vida desde a infância, é linda. Já passei pela fase de querer ser velada toda maquiada e com vestido de festa, a não querer nenhum velório e ser cremada com as cinzas colocadas em uma lata de pó de café para que espalhem por aí. Estou numa fase mais pé no chão agora, planejo apenas que o seguro cubra os gastos que isso trará para os meus. Pelas conversas que tenho com meus filhos e marido, provavelmente sempre (bom, sempre é muito tempo né) serei lembrada pela minha comida, e gosto dessa ideia. Teu texto me fez lembrar do terceiro episódio (primeira temporada) de Young Sheldon, caso não tenha assistido, fica a dica 🙂

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s